Shalom: unidos pela música.

shalomFoi numa aula de história do professor Alexandre do, Fundamental II, quando ele falava da guerra na Palestina, que surgiu a ideia de criar um grupo musical na escola, afinal, a música tem o poder de unir as pessoas. O nome escolhido traduziu o desejo do grupo para o mundo: Shalom, que significa “paz” em hebraico. No começo, o professor trazia o violão e eles cantavam durante o recreio, mas o grupo foi se organizando e evoluindo e, hoje, já são quase 20 integrantes. O HWR abraçou a iniciativa e o Shalom já é o grupo musical oficial para os eventos do colégio. Qualquer aluno do 6º ao 9º ano pode participar cantando ou tocando um instrumento, desde que se comprometa pra valer com os ensaios. Shalom a todos!

Anúncios

Família Também Ensina

familiaEste ano, dentro do projeto “A Família Também Ensina”, foi a vez das turmas do Infantil IV e do 1º ano do colégio HWR convidarem as avós a darem seu depoimento num encontro na escola. Antes da visita, os alunos do 1º ano construíram sua árvore genealógica e descobriram, até, que um coleguinha é parente distante do Marquês de Pombal, o poderoso político português do século XVII. No dia tão esperado, algumas avós trouxeram livros e cadernos do seu tempo de estudante. Foi um momento rico de trocar experiências: elas contando como a escola funcionava no seu tempo e eles explicando como é o seu dia dia no HWR. E, claro, não poderia faltar um lanche muito gostoso preparado especialmente para recebê-las. Quando a família se envolve, as crianças se sentem mais integradas e felizes no ambiente escolar.

Fazendo Arte

“A arte alimenta-se de ingenuidades, de imaginações infantis que ultrapassam os limites do conhecimento; é ai que se encontra o seu reino. Toda a ciência do Mundo não seria capaz de penetrá-lo”.
(Loinello Venturi)

arteproposta2Só quem desenha bem “faz arte”? Partindo deste questionamento a professora Patrícia Pigatty, do HWR, tem realizado um trabalho importante com as crianças da educação infantil, buscando o significado mais profundo da arte que é a expressão. Patrícia propôs à coordenadora Natália realizar uma atividade artística com foco não no desenho em si, mas na experiência sensorial das crianças. O projeto já está acontecendo nas turmas do infantil II e III. A ideia é desenhar com todo o corpo: correr, brincar, desenhar no ar, sem olhar, deitado, de pé e explorar o ambiente descobrindo texturas diferentes. A cada aula os alunos exploram uma forma e um material específicos numa vivência rica e divertida.